quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Apareci lá em Aparecida

Eu sempre tive certa dificuldade em começar a escrever alguma coisa. Seja um conto, um relatório ou um simples resumo de alguma coisa. Pra mim nunca foi muito fácil, sempre demorei pensando em como começar. Mas as minhas dificuldades somem ao fim das primeiras linhas, e a coisa começa a fluir bem, como está acontecendo neste exato momento.

Bom, com o tempo eu irei incrementando este blog da maneira que a minha criatividade permitir. Portanto, não me condenem de imediato. Aliás, é um milagre eu estar dando início a ele. Estou há anos querendo criar um blog (é sério!), mas nunca comecei... às vezes por preguiça, ou então é a animação que vai embora, enfim, são vários os motivos. Mas agora que estou escrevendo o primeiro post, acho que vai vingar...

Vou começar escrevendo sobre o último passeio que fiz, pra Aparecida do Norte, sábado (16/02). Foi o típico passeio em família (pai, mãe, irmão + primo a tiracolo). Ah, para os desinformados, Aparecida do Norte é uma cidadezinha que fica em São Paulo, entre Taubaté e Resende, às “margens” da Rodovia Presidente Dutra e do rio Paraíba do Sul, a 270km do Rio, o que dá umas 2 horas e meia de viagem numa velocidade que dá pra você escapar da morte caso sofra algum acidente de carro. Enfim (ainda para os desinformados), Aparecida do Norte é onde fica o santuário de Nossa Senhora Aparecida (foto abaixo), santa que, segundo a história do catolicismo (minha crença) apareceu no tal rio Paraíba do Sul, em 1717, naquele local. Não vou contar aqui toda a história, se quiserem saber, procurem no google. Acredito que seja fácil encontrar. Prometo fazer posts com links futuramente. Quero primeiro ver se consigo terminar esse. Bem, continuando... nada mais óbvio então que o nome da cidade seja esse, certo? Aliás, creio que essa cidade não existiria (mesmo se fosse com outro nome) se não fosse a aparição da santa.

Quero alertar aqui que não sou cristão fanático. Gosto de assistir às missas aos domingos e faço um pequeno trabalho na igreja que freqüento, mas falta muito pra eu ser um cristão exemplar. Também não pensem que eu busco ser padre, ou viver num mosteiro... nada disso. Minha parada (até agora) é a engenharia. Estou feliz com a minha atual condição em relação à minha religião e não penso em me aprofundar mais. Tá ótimo assim. Mas voltando a falar de Aparecida. Foi uma decisão do meu pai a visita ao santuário, pois era seu aniversário e ele queria voltar lá, depois de ter ido sozinho no ano passado e gostado muito. Um passeio desse pode soar chato para qualquer criança/jovem/adolescente, afinal, visitar um local onde só existem pessoas chorando, rezando e pagando promessas, parece não ser dos mais agradáveis. Mas não, Aparecida vai além. Realmente, você vê sim pessoas chorando, rezando e pagando promessas... mas lá também há entretenimento (um parque e um aquário com tubarões), um shopping muito do legazinho e tudo baratinho, além de ter belas coisas a serem vistas. Mas ainda não é isso que faz de Aparecida um lugar diferente. Como a maioria sabe, Nossa Senhora Aparecida é a padroeira do Brasil. Portanto, é de se esperar que aquele lugar seja um dos pontos mais fortes da fé brasileira, senão o mais forte. Aparecida é, por isso, diferente justamente pelas pessoas que lá choram, rezam e pagam promessas. Ao visitar a sala de promessas, por exemplo, você observa o quanto de fé é depositado por aqueles que sofrem e que atingem suas graças. São fotos de gente comum espalhadas pelas paredes e teto. Objetos prometidos (diplomas universitários, maquetes de casas, órgãos do corpo humano feitos de cera, fardas e etc) como pagamento das graças alcançadas, alguns até de famosos, como Ronaldo fenômeno (que deixou uma camisa do Brasil autografada) e Ayrton Senna (que deixou seu capacete). A sala das velas é muito quente, pela enorme quantidade de velas (óbvio) ali depositadas pelo povo romeiro. Velas pequenas, velas grandes, velas enormes... tudo ali é grandioso. E mais uma coisa: não estou discutindo aqui se a minha religião é a certa ou não. Não tenho o menor saco para manter esse tipo de conversa, portanto você nunca verá essa discussão por aqui. O que quero dizer é que é realmente comovente estar naquele lugar.

O salão central, que é a igreja propriamente dita, com o altar e os bancos, é gigantesco, bem arejado, e mesmo estando em obra, é bonito, e não deixa de ser um convite a ajoelhar-se e fazer uma oração fervorosa. Você olha para o lado, e vê uma pessoa chorando, orando e se sente realmente comovido com aquilo. A fé alheia comove, descobri isso. É lá também que fica a imagem original, aquela encontrada no rio no século XVIII, que é tão pequena, porém é o auge da visita. Pra chegar nela, que fica num buraco da parede, no alto, protegida por um vidro (foto abaixo), você precisa encarar uma fila, que no dia que fui estava pequena, pois estamos fora de época (experimente ir em 12 de outubro, dia da santa). Espere um pouco, e pronto, estará cara-a-cara com imagem original daquela considerada milagrosa, que encheu o rio de peixes, impediu que um cavaleiro destruísse a capela onde se encontrava (prendendo a ferradura do seu cavalo numa pedra, que existe até hoje e está lá, exposta, com a marca e tudo) e fez enxergar uma menina antes cega. O seu espírito sai de lá renovado. Parece que todo aquele local foi projetado pra te fazer sentir um bem-estar tremendo.


A parte cômica do lugar fica por parte dos paulistas, claro. Não sou do tipo que tem rixa com paulista só porque sou do Rio. Isso é muito idiota. Mas que é irritante, curioso e engraçado ouvir a garçonete falando “uma coca, por favorrrr”, isso é.

Mas voltando ao teor filosófico da coisa... no final, ao entrar no carro, para pegar a estrada de volta, você é tentado a olhar o santuário pela última vez. E ao vê-lo sumindo aos poucos, já na Dutra, com o carro em movimento, você percebe que o passeio realmente valeu a pena, mesmo que você não tenha dançado, não tenha bebido, não tenha beijado na boca, nem escutado axé, funk e pagode.

Aparecida do Norte é, com certeza, um lugar que não quero ter visitado pela ultima vez.

6 comentários:

fabio disse...

Caraca mais uma vez vc me surpreendeu ..rsrsrs sua fama está bem proxima..kkkkkkkkkk muito bom as caracteristicas q vc deu a cada grupo de estudantes... muito foda..é exatamente issoo.... igualzinhu na escola.... ainda mais o DESCOLADO, O NERD , E AS GOSTOSAS...

fabio disse...

Caraca mais uma vez vc me surpreendeu ..rsrsrs sua fama está bem proxima..kkkkkkkkkk muito bom as caracteristicas q vc deu a cada grupo de estudantes... muito foda..é exatamente issoo.... igualzinhu na escola.... ainda mais o DESCOLADO, O NERD , E AS GOSTOSAS...

fabio disse...

Caraca mais uma vez vc me surpreendeu ..rsrsrs sua fama está bem proxima..kkkkkkkkkk muito bom as caracteristicas q vc deu a cada grupo de estudantes... muito foda..é exatamente issoo.... igualzinhu na escola.... ainda mais o DESCOLADO, O NERD , E AS GOSTOSAS...

suelen disse...

Tinha q ser o Renan!!

Cara pagar mico co aquela sunga amarela...
Ou fazer comentarios d grupos d colegio!!
Ahhh garoto!!
VC tem realmente a alma d bbb!!
Ninguem merece,mas isso e engraçado...pois ñ conheço um cra q goste d pagar mico como vc!kkkk
Bjoss MALUCO!!!
Ps:ql vai ser a nova historia?

Anônimo disse...

Qual é cara, o q vc tem contra o sutaque dos paulistas hein??
Te inxerga.Vai fazer algo que preste!!!!

Anônimo disse...

[url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/ganardinero.jpg[/img][/url]
[b]Toda la informacion que buscas sobre ganar dinero[/b]
Hemos encontrado la mejor guia en internet de como trabajar en casa. Como nos ha sido de utilidad a nosotros, tambien les puede ser de utilidad a ustedes. No son unicamente metodos de ganar dinero con su pagina web, hay todo tipo de metodos de ganar dinero en internet...
[b][url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/dinero.jpg[/img][/url]Te recomendamos entrar a [url=http://www.ganar-dinero-ya.com/]Ganar dinero[/url][url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/dinero.jpg[/img][/url][/b]