domingo, 6 de abril de 2008

Outbackers

Nada como uma reunião de amigos em prol da diversão para abstrair justamente aquilo que nos faz amigos: a faculdade. E nada melhor para otimizar um momento de lazer do que um lugar agradável como o Outback.

O pano de fundo do encontro era o de comemorar o meu aniversário e do Ferrão (ambos 21 anos), celebrados nos dias 26 e 28 de março respectivamente. Mas pra falar a verdade, nem era muito esse o motivo, afinal eu já havia comemorado o meu dentro da faculdade com uma maravilhosa surpresa preparada para mim pelos meus amigos. E o Ferrão já havia comemorado com os amigos dele no mesmo Outback (o de Botafogo). O objetivo era, então, mais uma reunião tendo como único motivo aliviar um pouco o estresse causado pela engenharia.

Eu, como sempre pontual, me ferro nessas horas com amigos meio desleixados quanto à horário (Ferrão e Bernardo, haha). Mas quer saber... no final tudo fica bom pra cacete. Enfim, chego eu, todo arrumado, na casa do Bernardo, e encontro o cara num sono profundo, sendo acordado posteriormente pela mãe. E lá tenho eu que esperar. Ferrão chegou bem depois, para aí sim, podermos partir.
Chegando no Outback, começa aquela mesma rotina de quem combina de se reunir com amigos: reservar lugares e esperar o povo chegar enquanto rola um papo no bar muito comum entre homens já presentes... as mulheres que nos cercam. Ouvir, desabafar, dar conselhos e etc. Mínimo de convidados presentes, e já podíamos ocupar uma mesa. Só restava então o restante do pessoal chegar.










Eu e Bernardo: ass face!

À essa altura, Pedro e William já estavam presentes. Foram chegando então aos poucos: Maurício e Juliana, o casal 20 da eletrônica (seriamente ameaçado de perder o título); Hugo (colunista do blog), com sua entrada triunfal e exagerada inconfundível; Tadashi, o único japonês moreno que eu conheço; e Paola (orkut não encontrado), a mais polêmica da noite, por ter comparecido de surpresa no recinto após alegar estar toda atarefada com trecos da faculdade. Ahh, sempre se dá um jeitinho pra poder desfrutar de uma boa diversão né. E ainda falta mencionar um outro casal que se fez presente depois: Domingues e Letícia.









Paola causando euforia ao chegar.











Ferrão, eu, Bernardo e William.










Pedro, eu, Tadashi, Juliana e Maurício

Enfim, todos presentes... era então hora de comer, conversar e se divertir. Fizemos vários brindes à coisas interessantes (amores mal-resolvidos, bem-resolvidos...) e à coisas bestas (relacionadas à faculdade). E a diversão não se limitou a bate-papos descontraídos. Nós realmente chegamos ao ponto de brincarmos: um jogo da verdade completamente bombástico; vítima, assassino e detetive, aquele de piscar o olho, mencionado no tópico anterior; adedanha e mímica... tudo regado à comida gostosa e gente agradável.

O brinde: Hugo Glue de preto

Como tudo o que é bom dura pouco, não seria diferente em mais uma noite de Outback. Era hora de partir... mas sempre fica aquele gostinho de "quero mais".


Beijos, galera! Valeu!
{Puta merda! Não tirei foto do casal Domingues e Letícia. Po, vacilo meu. Foi mal}

2 comentários:

Ju disse...

Oiee renann!!!
descobri seu blog !!! hehehehe
Bom...adorei esse dia! Foi muito engracado! tb naum tinha como naum ser neh!! Teve ateh brincadeirass!!! hehehehe
Ah jah peguei as fotos.... mas quero as outras, naum eskece por favor!!!

Ju disse...

Oiee renann!!!
descobri seu blog !!! hehehehe
Bom...adorei esse dia! Foi muito engracado! tb naum tinha como naum ser neh!! Teve ateh brincadeirass!!! hehehehe
Ah jah peguei as fotos.... mas quero as outras, naum eskece por favor!!!