segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Um pouco de timidez...

... não faz mal a ninguém. Pelo contrário. A sua timidez pode fazer com que você evite situações constrangedoras, como por exemplo, aquele tapa na cara em público de alguma mulher invocadinha com a sua investida.

E mais. Os tímidos possuem a alma mais transparente. Sim. Uma pessoa completamente desibinida, ao meu ver, parece ser mais intocável. Que graça tem uma pessoa que parece estar pronta para tudo? Você joga a bolinha de ping pong, e ela retorna. Joga de novo, e retorna. Joga de uma maneira diferente, e retorna. Sempre com desenvoltura. Quando é que você atinge o outro lado? Nunca?

Quando alguém demonstra estar tímido, na verdade não está se fechando, mas sim se mostrando verdadeiramente para você. Está mostrando os seus pontos fracos, e você então pode descobrir onde estão os seus medos, e algumas frustrações. E isso não é necessariamente ruim, porque é aí que entra o amigo, namorado(a), ou seja lá quem for para atuar de maneira a ensinar, ajudar, compartilhar e acrescentar coisas novas à essa pessoa.

Desinibição total é risco, é negligência. Timidez, quando cuidadosamente dosada, é charme. E charme é algo natural. E estar com tudo sob controle sempre não é nada natural. Jamais deseje desenvoltura o tempo todo. Enxugue o excesso de timidez, mas não perca a essência. Ela é útil, te torna mais humano, e portanto, é um convite para que te conheçam melhor, e se interessem para fazê-lo.

Falou o psicólogo ;)

Bjundas.