domingo, 2 de agosto de 2009

Papai e mamãe

Digitalizar0003

Eis uma foto dos meus pais quando eram adolescentes. Segundo o álbum que contém esta imagem, a data é janeiro de 1981 e o lugar é Arraial do Cabo. Ao fazer uma conta muito difícil, constatei que ele tinha 18 anos, e ela apenas 15.

A história que me contaram é a seguinte. Mamãe tinha 13 aninhos de idade e estava na matinê em um clube perto de onde morava com meus avós. Ela tinha um namoradinho, e havia marcado com ele no local. Mas nada do rapaz chegar. Papai, que já sondava a mamãe havia dias, muito espertamente aproveitou-se da situação, e com todo o seu charme, foi ter com ela.

Ele perguntou se a moça estava sozinha. Mamãe disse que estava esperando um rapaz. Papai não se conformou, e jogou, dizendo que ela havia levado um bolo. De fato havia sim. Mamãe então, nada boba também, rendeu-se aos galanteios de papai e namorou com ele ali mesmo.

Cerca de 8 anos depois desse dia, provavelmente em junho de 1986, papai planta a primeira sementinha na mamãe. Numa festa junina, talvez? Bom... a semente vingou, cresceu e se desenvolveu lindamente, até que em março de 1987 eis que nasce o bendito fruto: eu!

Mais 8 anos se passam, e mamãe deixa que o papai plante a segunda sementinha nela. Dessa vez mais ou menos em julho de 1994. Acho que papai e mamãe não conseguem se controlar numa festa caipira. Deve ser por isso eu gosto tanto de um arraiá. Pois bem... em abril de 1995 nasce o segundo fruto: meu irmão.

Dessa vez passam-se 14 anos, e cá estou eu com 22 anos, e maninho com... 14, oras. E é isso. Nada de muito diferente do que é visto por aí, mas ainda assim espetacular! Ainda mais se for levado em conta que toda essa história começou quando os dois haviam acabado de deixar a vida de criança para trás.

E eu, quase terminando a faculdade, mal tenho pretendentes, ehehe.

2 comentários:

Diego! disse...

Tá explicado!

Joyce disse...

Não adianta mais, Renan. Entra logo no seminário...
Muahahá