quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Tipinhos de academia

Em fevereiro do ano passado, nos primórdios desse blog, escrevi um post entitulado Tipinhos do colégio. Descolados, nerds e gostosas, por exemplo, existem em qualquer turma de colégio desde sempre.

Pois bem, a época do colégio passou, e na faculdade (pelo menos na minha) as coisas parecem ser um pouco diferentes. A probabilidade de haver uma mulher em uma turma de engenharia eletrônica é comparável à probabilidade de um casal ter gêmeos. E a probabilidade dessa mulher ser uma das "gostosas" típicas de colégio é comparável à probabilidade de um casal ter gêmeos biviletinos: um menino e uma menina. Por outro lado, nerds são a maioria da turma e descolados não sobrevivem mais do que dois períodos. "E os normais?", você me pergunta. "Normais na engenharia eletrônica? Ahaha", eu respondo. Resumo da ópera: não é a mesma coisa.

O fato é que agora eu estou frequentando outros ambientes. Um deles é a academia. Estou malhando há quase 5 meses (perdi 1kg de gordura e ganhei 2,5kg de massa muscular, caso queira saber) e isso é tempo suficiente para perceber padrões típicos de pessoas que andam por lá. Segue abaixo.

img_musculacao 

O iniciante

É aquela pessoa do olhar perdido e curioso. Geralmente tímido, anda sempre com o seu programa de exercícios na mão (ainda não decorado). É o mais empolgado e ansioso. Ao fazer o primeiro exercício de braço, olha para o espelho para ver se já mudou alguma coisa. Ele realmente acredita que já está diferente após o primeiro dia de academia. Costuma ser um dos mais magros do lugar, o mais dedicado ao programa e faz amizade rapidamente. Está sempre tirando dúvidas com o professor ou sendo abordado por ele por estar fazendo algo errado.

Onde encontrar: Nos aparelhos mais leves, fazendo série mista;

 

O intermediário

O intermediário é, obviamente, aquele que um dia já foi iniciante. Passou os três primeiros meses de academia, fez reavaliação física (algo que ele não vai mais fazer de três em três meses certinho), ganhou alguma coisa, todos comentam, ficou feliz, e pode então desfrutar de aparelhos mais pesados. Seu programa, agora localizado e cheio de exercícios puxados de braço, parece de início uma coisa muito legal, principalmente devido ao primeiro contato com as barras e seus pesos. Começa a relaxar nos exercícios de perna (homens) até deixá-los de vez. Após algumas semanas, a alegria por ter um programa mais difícil  dá lugar à chateação. O tempo que precisa ficar na academia é maior, sua empolgação diminui e é aí que acontece a maior parte das evasões. Mas ele luta até o fim. Sou eu.

Onde encontrar: Sofrendo nos aparelhos mais pesados o lado de bombadões zombadores.

 

O envergonhado

Pode ser também um iniciante, mas acho que merece definição específica. O envergonhado é aquele que tem vergonha (dãã) do seu corpo perante todos da academia. Malha de camisa de manga. Costuma ser gordinho. Diferente do iniciante padrão, o envergonhado tem dificuldade para fazer amizade, estando sempre mais afastado dos demais. Costuma achar os bombados um bando de idiotas e as mulheres saradas um bando de fúteis.

Onde encontrar: Nos aparelhos mais leves, na esteira e/ou bicicleta, isolado dos demais.

 

O bombado

O intermediário tem três opções: sair da academia, ficar simplesmente em forma, ou se tornar um bombado. Com "bombado" quero me referir aquele bem forte, mas que não necessariamente toma bomba, apesar do nome sugerir isso. Pois bem, o bombado é o ser mais antigo da academia. Supremo e absoluto (pelo menos ele se acha assim), é aquele que fala com todo mundo, geralmente em voz alta e estrondosa. É também o que vai todos os dias à academia e passa mais tempo lá dentro, pois conversa muito, e acaba empacando aqueles que querem usar a barra e os pesos (geralmente intermediários). Por falar em pesos, é ele o que pega mais pesado. Geme durante os exercícios e isso é engraçado, mas às vezes dá medo, pois a impressão que dá é que pode explodir a qualquer momento. Possui pernas finas, o que o deixa (paradoxalmente) esquisito.

Onde encontrar: Basicamente em todos tipos de supino e com os halteres mais pesados. Nada muito diferente disso.

 

O "em forma"

Uma pessoa sem muita especificidade. É aquela que já está há algum tempo na academia, é sarada e continua lá mais para se manter e talvez ganhar um pouco mais. Nada além disso. Geralmente tem família e trabalha, e por isso tem mais o que fazer do que marcar ponto em academia todo dia e por horas. É o que eu quero.

Onde encontrar: Em qualquer aparelho, na bicicleta e/ou esteira.

 

A mulher sarada

A mulher sarada é aquela que está há muito tempo na academia. Faz alguns poucos exercícios de braço, mas o seu forte mesmo está nos exercícios de perna. Ela é o ser supremo nesses aparelhos, melhor que todas as mulheres e homens. Ninguém pega mais pesado do que ela. Suas coxas são grossas, ela é bonita e muito admirada, mas não costuma ser muito simpática.

Onde encontrar: no hack machine, no agachamento smith, no leg press, nas mesas flexora e glútea e nas cadeiras extensora, flexora, adutora e abdutora. São as melhores em todos eles.

 

A mulher não-sarada

Não é muito adepta aos aparelhos. Basicamente é aquela que só vai para academia correr na esteira ou bicicleta e fazer aula de ginástica e jump fit contra celulite. Costuma ser a mais paqueradora da academia, pois fica passando pra lá pra cá perto da zona onde os mais fortes ficam, olhando os caras com rabo de olho.

Onde encontrar: Já falei... nas esteira e/ou bicleta, na ginástica, no colchão se matando em abdominais e pulando naquele minitrampolim legal :)

 

O idoso

O idoso, após ser alertado pelo seu médico de que precisa se cuidar para não morrer logo, resolve procurar uma academia. São pessoas simpáticas e gentis que adoram conversar com todos, sem preconceitos. Carregam sempre uma toalhinha no ombro e uma garrafinha d'água em temperatura ambiente. São os lanterninhas do quesito peso. Acho um barato.

Onde encontrar: Na esteira e/ou bicicleta (caminhando). Usam os menores halteres coloridos.

 

Ah, até que a academia é legal!

3 comentários:

Diego Martins! disse...

Humm... Tô pensando em qual categoria me encaixo... Rsrs

Joyce disse...

Devo discordar de meia dúzia de coisas...
Acho um abuso esse negócio de menosprezar as moças da eletrônica. (mode sarcasmo on) Conheço pelo menos umas 3 gostosa típicas hahahahahah (mode sarcasmo off)
Academia é um ambiente muito bacana mesmo, Sr. Intermediário, quero te ver Bombado!
Beijos,
Jojó

Mauro de Bias disse...

Eu to no iniciante, quase no intermediário. Já falo com as pessoas, já tenho o programa mais ou menos decorado, mas ainda faço as séries mistas e ninguém comentou de ganho nenhum. Porque ainda não houve ¬¬

Mas você já viu um idoso bizarro que tem lá? O cara tem cabelos brancos, é meio calvo, usa óculos, tem pele já meio enrugada, mas pega uns 50 kg na extensão de cotovelos! Dá medo!

Ps.: GENIAL o texto, ri muito!