terça-feira, 10 de maio de 2011

Sei lá, gosto de você!


Sabe quando você se sente atraído por alguém e não sabe bem explicar o porquê?

Quando a pessoa é muito bonita, a explicação é direta. Quando a pessoa é muito inteligente, a explicação também é direta. Generalizando, quando a pessoa é forte em uma qualidade muito valorizada entre nós, a explicação para a atração que sentimos está justamente nessa qualidade. Mas e quando a pessoa é, digamos, mediana em tudo: não é tão bonita, não é tão inteligente, não é tão simpática, etc? Por que ocorre a atração?

Bom, antes de mais nada, quero aqui ampliar o conceito de atração. Quando falamos em atração, pensamos logo na atração "para namoro". Mas neste texto não. Portanto, não estou somente me referindo à atração romântica, sexual; mas sim também àquela atração do tipo "poxa, quero ser amigo(a) do(a) fulano(a)", ou seja, a atração "para amizade".

A atração que sentimos pelas pessoas pode definir nossas amizades e amores.

Eu defino a atração geral da seguinte forma: vontade de interagir com outra pessoa devido ao fato de esta possuir algo em seu ser que você preze. Acho que é uma descrição adequada. Mas e quando esse "algo" que você preza não é tão explícito? Eu não sei se estou conseguindo me fazer entender, mas o fato é que simplesmente existem pessoas que a gente olha e pensa "quero me aproximar dele(a)".

Isso é muito curioso. Talvez seja aquela velha história de "santo que bate". Aliás, quero deixar aqui um parênteses. As pessoas que não gostam de outras sem um grande motivo para isso ficam culpando seus respectivos santos. Até crente culpa o santo nessas horas. Para aqueles que acreditam, o santo está lá no céu rogando por você e não quer birra com ninguém. Eu, mesmo sendo católico, não sou muito adepto aos santos. Mas enfim, vamos parar com isso. Deixem os santos quietos. Se você é encrenqueiro, a culpa é toda sua.

Enfim. A atração pode ocorrer em qualquer lugar que você frequente. Na faculdade, no trabalho, na academia, na fila do pão. Eu gostaria de entender o que determina a atração que sentimos por algumas pessoas, e não por outras, no caso de nunca termos visto essas pessoas antes. Como já disse, se a pessoa é bonita de rosto ou corpo, então provavelmente é atração física "para namoro". Mas e se não for? Não sabemos se ela é legal, se é educada, se é culta. Por que nos sentimos atraídos?

Talvez a explicação seja simples, porém abstrata. Existe algo que eu considero muito maior do que uma simples qualidade. Considero um dom. Estou falando do carisma. Se quem tem carisma não tem tudo, com certeza tem quase tudo. Carisma é aquela coisa que você tem dentro de si e que de alguma forma se exterioriza e faz com que as pessoas se sintam atraídas por você.

O carisma pode estar em um gesto, em um sorriso, na forma de falar, na gesticulação, na expressão facial, no caminhar, etc. É abstrato. A pessoa que é carismática é como se possuísse uma aura diferente das demais, um halo especial. É uma coisa que transcende quaisquer atributos físicos e até mesmo mentais. Não é genético; eu diria divino.

A aura de uma pessoa. Você acredita nisso?

Uma pessoa bonita, inteligente e honesta pode carecer de carisma; algo que uma dona-de-casa idosa e sem dente ou um menino de rua que sobrevive de pequenos furtos podem ter de sobra. E nós percebemos isso o tempo todo. Aposto que você já se deparou várias vezes com aquelas pessoas consideradas perfeitas nas qualidades mais valorizadas, mas as achou um tanto sem-graças, como se faltasse nelas alguma coisa. É o carisma.

Mas uma coisa que eu também me questiono é o fato de que o carisma parece não ser unânime. Tenho a impressão às vezes de que as pessoas que me atraem pelo carisma não são as mesmas que atraem outras pessoas próximas. Seria o carisma algo um tanto individual, uma espécie de "compatibilidade de espírito"? Vamos supor que a minha aura seja azul. Então eu me atraio por todas as pessoas que possuem auras azuis. Amarelas não; não gosto. Seria isso?

Sinceramente, eu não sei. Mas o mais interessante é notar que isso não está no DNA de ninguém. Existem de fato mistérios entre o céu e a terra que talvez a gente nunca consiga desvendar. Bem que os santos lá em cima poderiam nos ajudar. Mas sabe como é né... talvez eles estejam ocupados demais brigando uns com os outros e causando confusões por aqui, entre as pessoas. Francamente.

Um comentário:

Layz Costa disse...

hummm.....dorei seu blog..
hehe..